Tenis de Corrida

E o post sobre corrida descalço ainda gera muita discussão. A partir dele tenho recebido duvidas a respeito do calçado ideal. Sendo assim, hoje falarei sobre como escolher o melhor tênis para correr.

Um corredor apóia o pé com uma força 3 vezes superior ao peso de seu corpo, por isso o calçado deve ser leve, baixo e com um sistema de absorção de impacto para preservar as articulações durante a prática.

Como o corredor vai passar várias horas por semanas usando o tênis de corrida, este tem que ser confortável e gostoso de usar. A melhor forma de verificar isto é testando o tênis na hora da compra, andando e dando um ligeiro trote.

Corredores iniciantes tendem a ter uma frequência de passadas menor, o que gera maior impacto a cada passada, logo indico tênis com ótimo amortecimento para ajudá-los na adaptação. Alem disso o ritmo que corre e seu grau de condicionamento afetam a seleção do tênis. Quanto mais devagar, maior deve ser a base de suporte. Quanto mais rápido, menor a base.

O Local de treinamento também influi na escolha de tênis. Se você treina em estrada de terra irregular e com lama deveria preferir tênis da categoria ‘trilha’. Se corre em pisos muito duros, como concreto, procure calçados com maior amortecimento.

Basicamente os corredores devem levar em conta os seguintes fatores:

Parte do pé em que pisa:
Os corredores pisam ou com o calcanhar (rearfoot striker), ou com a parte frontal do pé (forefoot striker), ou no meio do pé (midfoot striker). Para cada estilo de corrida há uma pressão maior em determinada área do tênis que necessitará de maior amortecimento. Sendo assim, pisando no calcanhar ou na parte frontal do pé, procure por um tênis com bom sistema de amortecimento do calcanhar à ponta do pé.

Grau de pisada:

Pronação é quando o corredor pisa com a parte de fora do pé, e então o rola para dentro absorvendo o impacto. Esta característica é fortemente determinada pelo tipo de pé como você pode ver no item abaixo.

Tipo de arco do pé:

Para verificar que tipo de pé você tem, realize um teste simples molhando o pé e então ficando sobre um papel aonde deixará a sua pegada. Compare com os tipos abaixo e veja com qual a sua pegada mais se parece :

Pé normal:
Tem um arco normal e deixa uma pegada que mostra o calcanhar e a parte frontal do pé ligadas por um faixa larga. Um pé normal tem um grau leve de pronação para absorver o impacto.
>> Tênis recomendado: de moderada estabilidade como aqueles com o meio da sola em duas-densidades com solado semi-curvo.

Pé chato:
Tem um arco baixo e deixa quase toda a marca do pé na pegada. Tendem a ter um grau excessivo de pronação que pode levar a vários tipos de lesões.
>> Tênis recomendado: de estabilidade ou controle de movimento para reduzir o grau de pronação. Solado plano ou semi-curvo.

Pé com arco elevado:
Deixam uma pegada com uma conexão estreita entre o calcanhar e a parte frontal do pé. Geralmente não tem um grau de pronação suficiente para absorção de impacto efetiva.
>> Tênis recomendado: de amortecimento com boa flexibilidade e solado curvo para promover o movimento do pé.

Tamanho do pé

Leve em conta o tamanho do tênis, que deve ser um número maior ou ter um espaço de 1,5 a 2,5 cm entre a ponta do dedo maior e o calçado, pois em longas distâncias os pés incham e você pode ter problemas com as unhas, inclusive perdê-las. Porém, o calcanhar não pode ficar se movendo para fora do tênis durante as passadas.

Ao provar o tênis na loja, verifique se você movimenta todos os dedos dentro dele.

0 comentários: