Primeiros Socorros II: Vítima Inconsciente

Conforme dizia no post anterior...

Sendo você o escolhido pelo destino a ajudar a vítima na sua frente, você deve checar a gravidade do caso e precaver a sua segurança. De nada adianta ajudar a vitima se você se expuser ao perigo. Depois disso, se necessário, chame ajuda médica em primeiro lugar, ou peça que chamem por você, enquanto você socorre a vítima.

O primeiro socorrista deve considerar dois fatores iniciais:

1 Está consciente ou não? Vítima consciente já demonstra estar viva.
2 –
É evento clínico ou traumático? Em princípio, os eventos clínicos nos permitem maior liberdade de manipulação das vítimas.

> Se a vitima estiver inconsciente, checamos primeiro a respiração. Em caso de ausência, realizamos 2 insulfações. Só então checamos o pulso. Se também ausente, combinamos com massagens cardíacas.


Algumas academias já possuem o Desfibrilador Externo Automático, muito eficiente em certos tipos de paradas cardiorrespiratórias (PCR). Ele checa sozinho a necessidade do choque ou de massagem cardíaca da vítima ate a chegada do medico, orientando passo a passo.


CAUSAS DA PARADA CARDIORRESPIRATÓRIA
- Asfixia
- Intoxicações
- Traumatismos
- Afogamento
- Eletrocussão (choque elétrico)
- Estado de choque - Doenças
COMO SE MANIFESTA
-  Perda de consciência 
-
 Ausência de movimentos respiratórios
- Ausência de pulso
-   Cianose (pele, língua, unhas arroxeadas)
-   Midríase (pupilas dilatadas e sem fotorreatividade)
COMO PROCEDER
  1. Verifique o estado de consciência da vítima, perguntando-lhe em voz alta: "Posso lhe ajudar?".
  2. Trate as hemorragias externas abundantes.
  3. Coloque a vítima em decúbito dorsal sobre uma superfície dura.
  4. Verifique se a vítima está respirando.
  5. Realize a hiperextensão do pescoço, MAS esta manobra não deverá ser realizada se houver SUSPEITA DE LESÃO NA COLUNA CERVICAL - neste caso realize a tração da mandíbula, sem inclinar e girar a cabeça da vítima.
  6.  Verifique se as vias aéreas da vítima estão desobstruídas aplicando-lhe duas insulflações pelo método boca-a-boca. Verifique se a vítima apresenta pulso, caso negativo inicie a massagem cardíaca externa:


  • Posicione as mãos sobre o externo, 02 cm acima do processo xifóide.
  • Mantenha os dedos das mãos entrelaçados e afastados do corpo da vítima.
  • Mantenha os braços retos e perpendiculares ao corpo da vítima.
  • Inicie a massagem cardíaca comprimindo o peito da vítima em torno de 03 a 05 cm.
  • Realize as compressões de forma ritmada procurando atingir de 80 a 100 compressões por minuto.
  •  
    Caso esteja desacompanhado: intercalar 2 insulflações a cada 15 compressões. Se estiver acompanhado: intercalar 1 insuflação a cada 05 compressões.

Saiba que sem oxigênio as células do cérebro morrem em 10 minutos. As lesões começam após 04 minutos a partir da parada respiratória, agravando a cada minuto. Portanto, em caso de parada cardiorrespiratória da vítima a sua frente, comece imediatamente os procedimentos e jamais pare as massagens e insuflações, ate que o médico ordene isso.




Na academia, são comuns vítimas inconscientes por desmaios, devido a doenças crônicas, hipoglicemia ou hipotensão arterial. Também conhecido por síncope, é a perda de consciência temporária e repentina, quando a pessoa desfalece, perde os sentidos e cai.

Caso a vitima desmaiada esteja respirando normalmente, apenas chame um médico e aguarde que ela acorde sozinha.  Mantenha-a deitada e com a cabeça virada de lado, para facilitar a respiração e evitar que ela vomite e se asfixie. Afrouxe as roupas e facilite a ventilação.

Não tente acordá-la com tapas, líquidos ou sacudidas. Aguarde que ela acorde sozinha. Após um minuto ou dois, o fluxo de sangue é restabelecido para o cérebro e a consciência será recuperada. Enquanto isso, analise a vítima em busca de ferimentos.

Depois que a vítima recobrar a consciência, ela deve permanecer por algum tempo sentada antes de ficar de pé. Isso para que ocorra uma gradual readaptação à posição vertical, evitando assim um novo desmaio, que pode ocorrer se ela se levantar bruscamente.






aguarde amanhã a última parte do Manual de Primeiros Socorros na Academia... 

1 comentários: