Como é feito um bom Personal Trainer?

Ontem estava conversando com um aluno sobre o que faz de um personal trainer um bom profissional. Chegamos a algumas conclusões baseados no que vemos nas academias e no que ele relatou que sentia necessidade ao contratar um personal.

Esse aluno tem viajado por muitos países, pois disso depende seu trabalho. Treina nas melhores academias do mundo e até conheço algumas das quais ele frequenta. Em Nova York ele tem um personal durante alguns dias, quando em Paris tem outro e em cada academia que entra, treina com uma pessoa diferente. Saber dele as qualidades que busca num professor se tornou uma lição de marketing pessoal.

Quando um aluno busca o serviço de um personal trainer, ele busca alguém em quem possa CONFIAR.

É uma relação de confiança que se estabelece quando o aluno entrega sua saúde e seu corpo ao conhecimento desse professor. Por isso que o aluno deve buscar alguém que entenda do que faz e saiba o que esta fazendo, com critério técnico e discernimento. O aluno precisa confiar que o professor o esta corrigindo de modo a evitar lesões e a melhorar seu desempenho e rendimento na atividade esportiva. Precisa confiar que o seu personal está de fato o levando mais próximo de seus objetivos físicos.

O aluno também busca um personal trainer MOTIVADOR.

É preciso que o professor entusiasme o aluno, que o inspire a treinar mais, a buscar superar seus limites, que o motive a treinar mesmo em dias de chuva, transito ou frio. A rotina de treinos, nesses momentos mais críticos, sempre acaba prejudicada pelo cansaço de um dia de trabalho ou as instabilidades climáticas. Mas a parceria que se estabelece entre o aluno e o personal deve superar isso. O aluno deve confiar e se entusiasmar com seu professor de modo a dar continuidade em seu treino com disciplina e determinação.

O personal trainer deve ser um DESIGNER FÍSICO.

Ao montar um treino, o professor deve levar em consideração as proporções iniciais do corpo do aluno e os objetivos que deve alcançar para evitar de criar um Frankstein. Deve perceber as qualidades de cada individuo, suas vontades e valorizar o que cada corpo apresenta como diferencial. Por exemplo: se um aluno tem facilidade com peitoral, e apresenta bom rendimento no peito, os demais músculos devem crescer proporcionalmente, de modo a valorizar o peitoral bonito. De que adianta crescer todos os músculos e esconder o belo peitoral no meio de braços imensos? Deve saber esculpir seu aluno de modo a manter sua individualidade genética e a deixa-lo harmonicamente belo. Além de fisicamente funcional.

Essa noção de estética física é importante ao professor quando orienta os objetivos do aluno. E por isso o aluno deve confiar no professor. E ambos devem estar motivados a alcançar os objetivos definidos em conjunto. Sendo assim, a escolha de um personal trainer é delicada e fundamental para o sucesso de sua ida à academia. É um investimento no bem mais precioso que você tem: você mesmo.

0 comentários: