Excesso de suplementos

Recentemente escrevi sobre o tema "Suplementos para Avançados" e recebi muitas duvidas dos leitores desse post. Aliás, a maioria delas incide sobre as mortes por excesso de suplementos "ruins". Vamos pensar sobre o assunto...

ALGUNS FATOS...

A FDA, agência que controla a comercialização de alimentos e medicamentos nos Estados Unidos, anunciou nesta terça-feira (23/10/2012) que vai investigar se cinco mortes no país estão relacionadas ao consumo de bebida energética. O órgão decidiu abrir o inquérito após receber a denúncia da mãe de Anais Fournier, que morreu em 23 de dezembro do ano passado após sofrer uma arritmia cardíaca.
Segundo o advogado da família de Maryland, a jovem de 14 anos teve uma parada cardíaca enquanto assistia a um filme na TV. Segundo a autópsia, houve excesso de cafeína no organismo que impediu seu coração de bombear sangue.

Em maio do ano passado, no Recife, Wilson Sampaio Junior, 18 anos, foi encontrado morto no banheiro de casa. Os pais do garoto culpam o suplemento Jack3d, que não tem autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ser vendido no Brasil, que teria sido comprado por ele de um professor de educação física. No entanto, em laudo publicado pela mídia na ultima quinta-feira (25/10/2012) o chefe do laboratório do Instituto de Criminalística do DHPP explicou que não houve nos restos mortais do jovem a substância dimethylamylamine (DMAA), presente no Jack 3D e que seria proibida pela Anvisa. No entanto, não existe uma metodologia capaz de assegurar que a susbtância esteja no corpo da vítima, umavez que ao ser ingerida ela se metaboliza e se transforma em outra, que ainda não se sabe qual é nem onde fica localizada.


ALGUNS ESTUDOS...

Um análise feita em laboratório dos Estados Unidos com 634 suplementos alimentares de diferentes marcas (as mais usadas em todo mundo) mostrou que 14,8% deles eram “batizados” com substâncias proibidas no mundo do esporte, sendo os anabolizantes, os esteróides, os estimulantes e os inibidores de apetite as principais. Essas substâncias podem sobrecarregar os rins, o coração e/ou o fígado, levando a complicações graves como insuficiência renal ou arritmias cardíacas.

O especialista em medicina do esporte e chefe da Santa Casa de Santos, Carlos Cyrillo Serella. apresentou uma análise feita com 500 usuários de anabolizantes sem prescrição médica e constatou  que 63,4% tinham atrofia sexual, 51,2% insônia crônica e 24,6% disfunção erétil, problemas campeões em porcentagem de uma lista de mais de 16 queixas de saúde detectadas em todos os participantes do estudo. “Todos tinham sequelas, sem exceção.”

Em 2001, uma análise do Centro Brasileiro de Informação Sobre Drogas Psicotrópicas da Unifesp calculou que 0,1% das pessoas faziam uso de suplementos de forma ilegal. O número cresceu para 0,5% em 2005 e, há dois meses, um levantamento da Secretaria Nacional Antidrogas evidenciou que na população universitária, 8% já usaram as chamadas “bombas”. Alguns homens desse estudo relatam o uso de pílulas anticoncepcionais, ou seja hormônios femininos, para tentar atenuar as seqüelas dos anabolizantes (voz grossa, aumento de pêlos), que eles sentem diariamente. Mas ainda assim, não pensam em parar de usar os anabolizantes.

CONCLUSÕES...

De qualquer forma, médicos e profissionais sérios do esporte são unânimes em afirmar também que uma boa alimentação é capaz de fazer as vezes da suplementação, seja em busca de músculos mais definidos, no processo de emagrecimento ou ainda para ter mais energia durante o treino.

“Suplementação só é indicada para atletas de alta performance, esportistas de nível olímpico que eventualmente precisam repor vitaminas. No entanto, para quem se exercita na academia, basta um bom personal trainer e uma consulta com um bom nutricionista.


1 comentários:

Anônimo disse...

Fala Sandão.
È mais ou menos isso ai,Mas vale salientar que suplemento não mata ninquem, não faz mal algum em pessoas saudaveis.O que acontece é que tem varios tipos de suplementos e alguns certas pessoas não devem tomar por alguns fatores ou uma má condição de saude que a propia pessoa pode apresentar.Tudo que sai na midia é tendenciosa, eles não sabem nem o que falam, a propia Anvisa é leiga em varios assuntos e é por isso que nós aqui no Brasil não temos os suplementos de ponta que tem no EUA e somos obrigado a pagar preços absurdos aqui em suplementos.Eu acredito que suplemento não é só indicado para atletas pois não podemos generalizar suplementação em uma unica substancia, pois há varios tipos de suplementos que pode sim ajudar aquelas pessoas que estao iniciando em uma atividade fisica, basta voce como personal orienta-lo o que seria mais adequado para o aluno.ABç Marcelo Mont.