Músculo do tenista

Recebi algumas duvidas sobre exercícios específicos para os músculos auxiliares de movimentos esportivos. Sao aqueles músculos que de tão usados no movimento de determinado esporte, acabam por serem apelidados pela modalidade. Hoje e nos próximos posts falarei sobre alguns deles.

Na anatomia é chamado de musculo infraespinhal, um componente do manguito rotador, que da suporte e mantém estável a articulação do ombro. Devido ao movimento da raquete, de rotação do úmero em seu eixo durante um rebate de bola, é chamado de musculo do tenista.

Fortalecer esse musculo ajuda portanto na estabilização do ombro e na maior força de rebate das bolas durante o jogo de tênis. Isso ajuda a proteção articular do atleta.

Por outro lado, aqueles que não o fortalecem, mesmo os que não jogam tênis mas praticam alguma outra modalidade esportiva que envolva a articulação do ombro, acabam sentindo dores no overuse ou overtraining.

Um bom exercício é a rotação interna e externa do ombro na polia media, ou com elásticos. Costumo sempre aquecer meus alunos com esses exercícios antes de qualquer treino que envolva a articulação do ombro.

Outro exercício é a elevação cruzada, de lado para a polia baixa, cruzando o braço estendido à frente do peito com lento retorno a posição inicial. Realize 3 series de 15 repetições cada exercício.

Apenas pra não dizer que não falei... muitos tenistas apresentam dores crônicas no cotovelo e tendões do antebraço, conforme a figura abaixo. Logo, o fortalecimento dos músculos do antebraço seriam igualmente importantes para evitar lesões ou diminuir seu impacto sobre o atleta.

0 comentários: