Cuidados na dieta

Meus alunos sabem que sou contra dieta restritiva. Além de gerar muito desconforto e sacrifício, poucas duram. Mas há alimentos que parecem ser bons e lights, porém não estão tão liberados...

Prefiro dietas de reeducação alimentar, daquelas que:

1. você come algo a cada 3 horas e evita o pico de insulina.
2. você evita a grande quantidade de alimentos a cada refeição
3. você come mais fibras e menos gorduras

No CAFÉ DA MANHÃ

Muitos alunos acham boa a combinação de suco com barrinhas de cereais ou granola com leite de soja. Eu também acho, mas cuidado com os excessos.

As barras de cereais já foram boas originalmente, mas hoje em dia possuem muito açúcar e chocolate, fonte de gorduras. Isso sem falar nos muitos conservantes, espessantes, estabilizantes e corantes.

Elas são assim porque após gerado o mercado de "snacks lights", constatou-se a necessidade do consumidor de sentir mais o prazer do chocolate como sobremesa, não apenas das fibras dessas barras originais. Então a industria acrescentou o chocolate para atrair o paladar dos que buscam mais prazer nessas barras de lanche rápido.

Mas existem também barras orgânicas, com frutas secas e de baixa caloria. Estas são as melhores opções e mais caras também. Os fatores positivos presentes nestas barras, que seriam as fibras, vitaminas e minerais, podem ser encontradas em frutas e verduras.

Granola é boa pois possui muitas fibras e carboidratos que darão energia para a parte inicial da manhã, que inclusive tira a vontade de comer doces. No entanto, diferente do que as pessoas pensam, granola é calórica sim. Seu consumo deve ser dosado e limitado a uma porção de 4 colheres de sopa (que equivalem a um pão francês).

No ALMOÇO

As pessoas que entram em dieta passam a comer soja pensando ser pouco calórica e muito saudável. No entanto a proteína de soja não acrescenta muitas vitaminas e minerais como as demais fontes protéicas, além de ter elementos limitantes, que vão prejudicar a absorção dos aminoácidos.

Vale a pena consumir carnes brancas no lugar da soja, pois contém quantidade semelhante de calorias e um aporte muito maior de aminoácidos, vitaminas e minerais.

Vale resslatar que os alimentos integrais são bons e dão muitas fibras, mas não são isentos de calorias. Muita quantidade de arroz integral pode engordar também, assim como a versão branca.

E o azeite que tempera a salada, que deve ser isenta de molhos com base de gordura da maioneze ou afins, também deve ser cauteloso. A gordura do azeite é boa, rica em omega 3, porém bezuntar toda e qualquer refeição com litros de azeite virgem acaba por anular seus efeitos positivos e deixar a salada ou o prato supercalórico.

No JANTAR

Muitos alunos gostam de comida japonesa e se encantam devido a baixa taxa de gordura dos alimentos. No entanto, apesar denão ser banida da dieta, evite os bolinhos (sushis e afins) de arroz e prefira os sashimis (peixe cru), por se tratar de proteína com pouca gordura (boa de omega 3 e 6).

Evite também frituras como harumaki e tempura e o uso de shoyu, mesmo o light, que continua contendo muito sódio além de glutamato monossódico, que contém agentes cancerígenos e é de difícil metabolização.

Para beber prefira água ou suco, evitando refrigerantes que contém muito sódio (no caso dos lights ou diets). Além disso  dificultam a digestão, causam flatulência, retenção hídrica e favorecem a deposição de gordura.

Na SOBREMESA

Especial cuidado. Prefira frutas frescas ou secas. Nada de frutas em caldas de açúcar ou caramelizadas. Doces e sorvetes também devem ser evitados, assim como o chocolate.

Escolha uma das refeições do dia para inserir a sobremesa. Em quantidade pequena para dar gosto e prazer, saboreando-a devagar. De preferência evite a sobremesa calória no jantar, quando você não terá tempo de queimar esse açúcar antes de ir dormir...

--------------------

Uma sugestão de alimentação equilibrada: lightesaude. É o restaurante delivery da minha aluna Regina. Veja o cardápio e faça teu pedido... depois comente o que achou ;)


0 comentários: